Cáscara sagrada

A Cáscara Sagrada, cujo nome científico é Rhamnus purshiana, é também conhecida como Casca Sagrada, Casca de Chittem e Espinheiro. Ela é uma planta americana, nativa da região do Oregon, nos Estados Unidos. Muito conhecida por sua função depuratória, essa planta é utilizada no mundo inteiro como laxante, sendo famoso seu uso no combate à constipação intestinal, não apenas pela população européia, mas também em outras regiões do mundo.

Entre seus usos fitoterápicos, podemos citar alguns, considerados os principais:

  • constipação crônica
  • discinésia biliar
  • colecistite crônica
  • litíase biliar
  • meteorismo

Sendo muito eficaz na limpeza do cólon, seu uso é garantido pelos milhares de anos de exepriência das populações nativas de seu local de origem.

O que faz da Cáscara Sagrada uma planta muito especial é que ela não deixa o organismo habituado. Você pode utilizá-la uma vez ou outra, de acordo com as suas necessidades, sem que precise ir aumentando a dosagem consumida. Outras informações sobre isso, você encontra na Bula da Cáscara Sagrada.
Cáscara Sagrada

Cáscara Sagrada

Outro ponto muito positivo de seu uso como laxativo é o fato de ela não ter efeitos colaterais comuns em outros fitoterápicos para esse fim, como por exemplo, dores abdominais, cólicas e diarréias.

A Cáscara Sagrada estimula a ação peristática do cólon, favorecendo a produção de secreções digestivas em várias partes do aparelho digestivo, auxiliando na dissolução dos cálculos biliáries.

Tem muita gente que gosta de comparar Cáscara Sagrada e Sene. Contudo, essas são duas plantas muito diferentes, apesar do efeito semelhante. Portanto, o Chá de Sene não deve nunca ser utilizado combinadamente com a Cáscara Sagrada.

CUIDADOS: O uso da Cáscara Sagrada não é recomendado nos casos em que a pessoa já vem sofrendo com dores abdominais, vômitos, obstrução intestinal, apendicite ou doenças que causem a inflamação do cólon, nem em casos de desidratação grave. Crianças menores de 10 anos também devem evitar seu uso.